Política Todos

Casamento da deputada Mária Vitória tem ovos, tumulto e intervenção da PM

Foto: Thea Tavares

A Deputada Estadual Maria Vitória (PP) foi recepcionada em seu casamento por centenas de manifestantes. Com faixas como “Deputada do Camburão, tem casamento Ostentação”, os manifestantes se posicionaram em frente a Igreja do Rosário no Centro Histórico de Curitiba e se mantiveram lá na entrada e na saída da noiva.

Foram arremessados ovos, flores e outros objetos em direção a deputada, que visivelmente ficou abalada com a situação, como foi captado pelo registro da fotógrafa Thea Tavares. O pai da deputada, o Ministro da Saúde e Deputado Federal, Ricardo Barros (PP) também foi muito hostilizado, assim como sua esposa, a vice-governadora e pré-candidata ao governo do Paraná, Cida Borguetti (PP). A deputada só conseguiu sair da igreja após a chegada da Polícia Militar e do Choque.

Após conseguir sair da igreja, a deputada e os convidados foram ao Palácio Garibaldi, que também fica no Centro Histórico. A realização do casamento no local, com a estrutura que foi montada já havia sido alvo de questionamentos e polêmica, já que o prédio é tombado pelo patrimônio histórico.

No local, os manifestantes também se posicionaram em frente e também nos fundos, por onde entrou a deputada. Palavras de ordem foram entoadas e os manifestantes só deixaram o local após o avanço da Polícia Militar.

De acordo com os movimentos sociais, o protesto foi uma resposta a retirada de direitos do povo: “um protesto contra a retirada de direitos da população, os pacotaços que massacram os servidores públicos, o sucateamento das instituições e serviços públicos” diz nota do Sismuc que ainda afirmou: “O protesto no casamento também chamou a atenção para o fim dos programas sociais, a escalada do desemprego e da miséria e a volta do Brasil ao mapa da fome”.

Confira outras imagens.

Foto: Thea Tavares

Foto: Thea Tavares

Foto: Thea Tavares


4 Comentários

  • Independente dos motivos que levaram à “manifestação”, que até são nobres, nada justifica a agressão e violência física contra os amigos, familiares e convidados do CASAL. As pessoas esquecem que muitos que foram machucados pelos ovos e lixos atirados pelos “manifestantes” nada tem a ver com o CAOS POLÍTICO e Social existente no país. Um CRIME nunca JUSTIFICA outro Crime. Considero isto um atentado POLÍTICO, um crime contra a segurança da ordem pública. Afinal, não foi a “população” que se manifestou. Foram cerca de 150 pessoas convocadas pela CUT e PT. Tenho o print da página de Gleisi Hoffmann para comprovar.

  • Lamento não pude estar lá…tem que ser besta mesmo pra compactuar com isso…usar um espaço público é safadeza sim…mereceu…pena q não jogaram merda

  • Quem vai a festa de quadrilha sabe o risco que está correndo, ainda mais quando é em local PÚBLICO. E PAREM DE ACHAR QUE SÓ O PT TEM BRIO E INTELIGÊNCIA…os cidadãos não filiados a partidos têm discernimento para separar o joio do trigo.

Deixe um comentário