Política Todos

Na lista da Odebrecht, Beto Richa seria “Brigão” e “Piloto”, de acordo com delatores

Marcelo Camargo/Agência Brasil

O Governador do Paraná, Beto Richa (PSDB) foi citado por delatores da Odebrecht na Operação Lava Jato. De acordo com esses delatores, Richa teria recebido R$ 2,5 milhões para sua campanha de reeleição em 2014, além de outros pagamentos.

Os delatores também identificaram os apelidos pelo quais o governador seria chamado pelos ex-executivos da empresa: “brigão” e “piloto”.

Esses nomes e valores foram levados ao Ministério Público por delatores que assinaram acordos com a justiça.

Beto Richa nega

O governador Beto Richa nega as acusações. Em sua defesa, o governador afirmou ser uma pessoa “serena, respeitosa, educada” e que nunca ouviu alguém chamá-lo de “brigão”.

Richa também afirmou que todas as doações para sua campanha foram declaradas e legais e que é a favor das investigações.


Deixe um comentário