O Senador e ex-candidato a Presidente Aécio Neves (PSDB) virou réu no Supremo Tribunal Federal por corrupção e obstrução da Justiça.

A decisão foi tomada nesta terça-feira, 17, por unanimidade pela Primeira Turma do STF. O ex-presidenciável tucano foi denunciado em junho de 2017 pela Procuradoria Geral da República, acusado de ter recebido 2 milhões de reais do empresário da JBS Joesley Batista como pagamento de propina, e de tentar impedir as investigações da Operação Lava Jato.

O tucano chegou a ser afastado, no entanto foi salvo pelos colegas do Senado e voltou a exercer o mandato.

Aécio negou as acusações e disse que agora vai ter tempo para provar a sua inocência.


Deixe um comentário