Educação Política Todos

Após proposta classificada como “indecorosa”, adesão a greve dos servidores aumenta

Foto: APP Sindicato

A greve dos servidores do Paraná terminou a sua segunda semana  com um aumento na adesão. Essa é a avaliação da APP Sindicato, que vê o crescimento do movimento também como uma resposta a proposta formulada pelo governador Ratinho Junior (PSD) na última terça-feira, 2.

De acordo com os dirigentes sindicais ouvidos pelo Blog do Raoni, a proposta do governo desagradou os servidores estaduais e foi classificada como “indecente” e “indecorosa” pela APP. Entidades que representam os policiais civis chegaram a falar em “brincadeira de mau gosto”.

O presidente do Núcleo Sindical da APP em Campo Mourão, Ironei de Oliveira, disse que ouve um grande aumento na adesão nos últimos dias e que a tendência é iniciar a semana com o movimento ainda mais forte: “A partir de segunda-feira a adesão deve aumentar ainda mais. Temos visto professores e funcionários aderindo a greve para mostrar que não é justo o que estão fazendo conosco. Queremos respeito” disse.

O funcionalismo estadual está com salários congelados desde 2016. Ao todo, as perdas somam 17%. No entanto, os servidores estão pedindo no momento apenas a inflação dos últimos 12 meses (maio 2018 a maio 2019) que soma 4,94%.

A proposta enviada pelo governo contempla uma reposição de 0,5% em outubro de 2019 e 1,5% em janeiro de 2020. A reposição de 1,5% de 2021 e 1,5% de 2022 estará condicionada a um aumento da arrecadação líquida do estado. Os servidores teriam que aceitar o fim da licença prêmio.

A proposta enviada pelo governo não leva em conta as perdas acumuladas de 2016 até 2019 nem a inflação até 2022 e não foi aceita pelos servidores estaduais que mobilizam uma manifestação unificada para a próxima terça, 9, em Curitiba.


Deixe um comentário