Política Todos

Bolsonaro sobe o tom e rebate ex-ministro Sergio Moro

Foto: Adriano Machado/Reuters

O presidente Jair Bolsonaro fez um pronunciamento no final da tarde desta sexta-feira (24) no qual subiu o tom e afirmou que o ex-ministro da Justiça e Segurança, Sergio Moro disse a ele que aceitaria a substituição do diretor-geral da Polícia Federal, mas em novembro, depois de ser indicado para uma vaga de ministro do Supremo Tribunal Federal.

O Presidente chegou a dizer também que estava decepcionado e surpreso e que “Não são verdadeiras as insinuações {feitas por Moro} que eu desejaria saber de investigações em andamento”.

Bolsonaro ainda afirmou que a autonomia da Polícia Federal não é soberania e disse que é prerrogativa dele indicar o Superintendente da Polícia Federal. No entanto, em seu pronunciamento o Presidente não falou de forma clara sobre as motivações diretas que o fizeram querer trocar o comando da PF.

Mais cedo, nesta sexta, Sergio Moro anunciou demissão do cargo porque, segundo o ex-ministro, Bolsonaro tentou interferir politicamente na Polícia Federal ao decidir demitir o diretor-geral da Polícia Federal, Mauricio Valeixo. Moro não aceitou.

Você pode conferir o pronunciamento se Bolsonaro na íntegra aqui em nossa página no Facebook, clicando aqui. Para assistir a coletiva do ex-ministro Sergio Moro, basta clicar aqui.


Deixe um comentário