Política Todos

Defesa de Dilma vai usar delação de Funaro para pedir anulação do Impeachment

Foto: Daniel Ferreira/Metrópoles.

A ex-presidente Dilma Rouseff (PT) anunciou nesta segunda-feira, 16, por meio de sua rede social, que sua defesa utilizará a delação de Lúcio Funaro para pedir a anulação do processo que levou ao seu Impeachment.

Na nota, assinada pelo advogado de Dilma, José Eduardo Cardozo, a defesa da ex-presidente afirma que “irá requerer, nesta terça-feira, 17 de outubro, a juntada dessa prova (delação de Funaro) nos autos do mandado de segurança, ainda não julgado pelo STF, em que se pede a anulação da decisão que cassou o mandato de uma presidenta legitimamente eleita” diz trecho.

Lúcio Funaro afirmou em delação que o ex-deputado e ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha, comprou votos para aprovar o Impeachment da presidente.

Veja a nota completa (Reprodução Facebook Dilma Rouseff)


Deixe um comentário