Política Todos

Ex-secretária parlamentar de Bolsonaro atuava como personal trainer no Rio, aponta Folha

Presidente eleito, Jair Bolsonaro, participa de solenidade de formatura de Aspirantes da Escola Naval, na Ilha de Villegagnon, Baia da Guanabara.

A personal trainer Nathalia Queiroz, citada pelo COAF, no relatório que indica movimentações financeiras atípicas do seu pai, ex-assessor de Flávio Bolsonaro (PSL) estava lotado no gabinete de Jair Bolsonaro (PSL) e exercia também a função de personal trainer. O caso foi revelado pelo jornal Folha de São Paulo.

Ela foi nomeada em Dezembro de 2016 e exonerada em Outubro de 2018, mesmo mês que seu pai deixou a assessoria do filho do presidente eleito.

Nathalia, tinha fotos em seu instagram do seu trabalho como personal, incluindo o trabalho com famosos como Bruna Marquezine. As datas das fotos coincidem com o período em que estava lotada no gabinete do então parlamentar, com remuneração bruta de R$ 10 mil reais.

De acordo com o jornal Folha de São Paulo, os secretários parlamentares podem atuar em Brasília ou nos estados de representação do parlamentar. No entanto, devem cumprir carga horária de 40h semanais sendo a frequência atestada pelo parlamentar.

Ao ligar no telefone que seria de Nathalia, a reportagem da Folha afirmou que a voz feminina não se identificou como ela e ainda disse para que não retornasse. A foto no whats também sumiu após o contato.


Deixe um comentário