Política Saúde Todos

Governo Federal corta verba e Farmácia Popular fecha as portas nesta sexta em Campo Mourão

Por determinação do governo federal, nesta sexta-feira, dia 30 de junho, é o último dia de funcionamento da Farmácia Popular em Campo Mourão. A unidade, que funcionava em um prédio alugado na Rua Araruna, era mantida pelo Ministério da Saúde com medicamentos grátis para algumas enfermidades e os demais com até 90% por cento de desconto.

“Recebemos um comunicado que deveremos fechar as portas e prestar contas ao Ministério do que sobrou de medicamentos e patrimônio. O entendimento do governo federal é que essas farmácias não são necessárias, uma vez que várias farmácias da rede particular firmaram parceria com o Ministério para oferecer esses medicamentos”, explicou a secretária municipal de Saúde, Rosemeire do Carmo Martello, em coletiva de imprensa.

Segundo a secretária, o município recebia R$ 12 mil por mês para manutenção de aluguel, funcionários, água e energia elétrica da farmácia. “O município não tem condições de manter funcionando porque não poderia vender os medicamentos. E os remédios grátis que oferecemos estão disponíveis nas farmácias básicas nas unidades de saúde”, explicou.

O projeto da Farmácia Popular foi criada no governo Lula.


Deixe um comentário