Educação Todos

Suicídio de professores aumenta 15 vezes nos últimos 5 anos no Paraná

 

Sala de aula – Foto: AEN

Dados do Ministério da Saúde  revelam um crescimento alarmante no número de professores(as) que cometeram suicídio nos últimos anos no Paraná. Houve um caso em 2014, quatro em 2015, oito em 2016, doze em 2017 e atingiu a marca de 15 em 2018.

De acordo com o sexo, foram 21 homens e 19 mulheres. Já em relação a idade, a maioria tinha entre 40 e 49 anos (19 casos), seguida pela faixa de 30 a 39 (nove), 50 a 59 (seis) e 20 a 29 (três). Nas idades de 60 a 69, 70 a 79 e 80 ou mais, houve um suicídio em cada.

Nas estatísticas estão incluídos professores(as) da rede pública e da iniciativa privada de todos os níveis de ensino. Os dados foram extraídos do Sistema de Informação de Mortalidade (SIM) e fornecidas ao Sindicato pela Secretaria de Saúde do Paraná (Sesa) e foram obtidos pela APP Sindicato.

O presidente da APP Sindicato, Hermes Leão, falou sobre os dados alarmantes divulgados na semana do dia do professor: “Não temos dúvidas de que a forma como os governos têm maltratado a educação e o serviço público está adoecendo os professores e demais trabalhadores” disse.


Deixe um comentário